Rio Verde derrubou índices de criminalidade em um ano e meio
Gabinete do Prefeito - 09/08/2019 às 19:09

Município deixou lista de cidades mais violentas de Goiás. Criação da Guarda Civil Municipal, integração das forças de segurança e retirada de prisão do centro da cidade trouxeram alívio para a população
 
A integração das forças de segurança em Rio Verde, capitaneada pela administração municipal e com adesão dos órgãos policiais do estado e até mesmo da federação, tem surtido efeitos positivos na redução dos índices de criminalidade na cidade. A criação da Guarda Civil Municipal e a retirada da Casa de Prisão Provisória (CPP) do centro da cidade – uma união da iniciativa privada com a Prefeitura – também trouxeram mais tranquilidade para os rio-verdenses.
 
 
De acordo com relatório de análise criminal realizado pelo Núcleo Regional Integrado de Análise Criminal e Inteligência, que reúne membros e informações de todos os órgãos de segurança que atuam no município, houve uma redução geral de 44,86% nos índices principais de criminalidade, comparando o 1º semestre de 2018 com o mesmo período de 2019.
 
 
Em 2018, de 1ª de janeiro até 08 de agosto, foram registrados pelo atendimento integrado 4.544 crimes dos principais indicadores de criminalidade (homicídios, estupros, latrocínios, roubos e furtos). Em 2019, no mesmo período, a quantidade de registros nos mesmos indicadores caiu para 2506, totalizando 2038 registros a menos em comparação com o ano anterior.
 
 
A principal redução foi no índice de roubo de veículos, que diminuiu 67,34%. No geral, todos os índices de roubo diminuíram, sendo -52,58% de roubos a transeuntes; -61,25% em comércios; -23,53% em residências e -50% roubos de carga. O índice de homicídios também teve redução significativa, de -27,59%, assim como os índices de estupro, que reduziram 34,78% em relação ao ano anterior. Vale ressaltar que em 2018, durante este período, a cidade ainda não contava com a atuação da Guarda Civil Municipal-GCM, que passou a atuar a partir do mês de dezembro. 
 
 
Nova realidade na segurança pública
 
De acordo com o anuário “Atlas da Violência 2019 – Retratos dos municípios”, do Instituto Sangari, realizados até 2016, organizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), que apura a criminalidade ocorrida no país em 2017 e anos anteriores, Rio Verde era considerada a 12ª cidade mais violenta do estado em relação aos homicídios.
 
Atualmente a realidade é outra, se em 2017 foram 81 homicídios registrados - com taxa de 37,6 utilizando padrão internacional de taxa por 100 mil habitantes -, em 2018 houve redução para 48 homicídios registrados e a taxa caiu para 20,90 por 100 mil habitantes, quase a metade do ano anterior. Para 2019, a redução deve ser ainda maior: somente até julho, foram registrados 19 homicídios, sendo 8,27 para cada 100 mil habitantes, já podendo ser considerada uma redução se comparar estes dados prévios do primeiro semestre aos dados registrados durante todo o ano anterior. 
 
 
Inclusive, nos anos de 2019 e 2018, Rio Verde ficou fora do ranking das 10 cidades goianas com maior quantidade de crimes considerados de alta prioridade pela Secretaria de Segurança Pública de Goiás - SSP-GO, de acordo com matéria veiculada no jornal O Popular em julho desse ano. Foram considerados pela SSP-GO os homícidos, latrocínio, lesão corporal seguida de morte, estupro, roubos e furtos. 
 
A implementação da GCM é um dos principais fatores que colaboram para a redução dos índices neste primeiro semestre de 2019, já que a guarda atua em conjunto com os demais órgãos de segurança, principalmente nas operações conjuntas organizadas pelo Gabinete de Gestão Integrada Municipal – GGIM, responsável pela integração das forças e pela central de vídeo-monitoramento da cidade.
 
 
Texto: Pedro Cabral
Revisão/Edição: Fernando Machado
Gráficos: Célio Júnior
Imagens: Arquivo/SECOM

 



Assessoria de Imprensa
secom@rioverde.go.gov.br


Mais Notícias
Enviar por e-mail