Calendário de vacinação contra a febre amarela segue sem alterações
Secretaria de Saúde - 30/01/2017 às 10:32

A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Verde esclarece que o estado de Goiás não possui ainda casos de febre amarela confirmados e que não há mudança no esquema vacinal.

A vacina contra febre amarela é a medida mais importante para prevenção e controle da doença e além de ser reconhecidamente eficaz, é segura.

Informamos ainda, que estratégia de duas doses, adotada no Brasil, é suficiente, segura e garante proteção durante toda a vida. A população que não vive na área de recomendação ou não vai viajar a essas áreas não precisa buscar a vacinação neste momento.

A vacinação contra a febre amarela é de duas doses, tanto para adultos quanto para crianças. As crianças devem receber as vacinas aos nove meses e aos quatro anos de idade. Assim, a proteção está garantida para o resto da vida. Para quem não tomou as doses na infância, a orientação é de que tome uma dose da vacina e outra de reforço, dez anos depois da primeira.

O estoque de vacinas do município já foi solicitado para a reposição mensal. Cerca de 1.200 vacinas devem ser disponibilizadas nesta segunda-feira, 6,  para a população.

Quem perdeu o cartão de vacinação deve procurar o serviço de saúde que costuma frequentar e tentar resgatar o histórico. Caso isso não seja possível, a recomendação é iniciar o esquema normalmente. Vale destacar que a situação de saúde de quem for tomar a dose deve ser informada ao profissional de saúde, para que seja possível avaliar se há contraindicação.

A vacina é contraindicada para crianças menores de seis meses, idosos acima dos 60 anos, gestantes, mulheres que amamentam crianças de até seis meses, pacientes em tratamento de câncer e pessoas imunodeprimidas. Em situações de emergência epidemiológica, vigência de surtos, epidemias ou viagem para área de risco, o médico deverá avaliar o benefício e o risco da vacinação para estes grupos, levando em conta o risco de eventos adversos.

Reforçamos ainda que não há uma epidemia no estado de Goiás e não há necessidade de uma terceira dose da vacina. As doses serão fornecidas normalmente a quem ainda não foi imunizado ou pessoas que irão viajar para as áreas consideradas de risco.



Assessoria de Imprensa
assessoria@rioverdegoias.com.br


Mais Notícias
Enviar por e-mail