Escola realiza projeto “Rio Verde sem Drogas: Selva Campos sem violência”
Secretaria de Educação - 24/06/2016 às 14:37

Foi realizado na manhã de hoje, 23, a cerimônia de encerramento do Projeto “Rio Verde sem Drogas: Selva Campos sem violência”.
 
 
O projeto é uma parceria da Prefeitura de Rio Verde, por meio da Secretaria Municipal de Educação com a 8ª Delegacia Regional de Polícia.
 
 
Com o propósito de ajudar os adolescentes, para que procurem caminhos de se prevenir do maior mal evitável deste final de milênio, que são as drogas, a escola Profª Selva Campos Monteiro trabalhou durante um mês, o Projeto “Rio Verde sem Drogas: Selva Campos sem violência”, que tem por objetivo orientar professores, alunos, pais e toda a comunidade escolar na prevenção contra as drogas.
 
 
O projeto atendeu alunos do 5º ao 9º ano que, assistidos, receberam orientações por meio de palestras. Famílias juntamente com os professores participaram das reuniões da Hora de Trabalho pedagógico Coletivo (HTPC).
 
 
A composição da mesa durante o início da solenidade, teve a presença: Secretária de Educação, Diones Lopes, Delegado Alexandre Câmara representando a delegada Dra Taisa Antonello; Coordenador do Projeto Policial Civil Mirim, Escrivão da 8ª Regional de Polícia Civil Prof. Leandro da Silva Moraes, Psicóloga Disciplinar da SME, Jene de Oliveira Cardoso e a Gestora da EMEF Profª Selva Campos Monteiro, Profª Betânia Batista Araújo.
 
 
A estudante Jhamely Nascimento Lima apresentou um número musical, tocou viola e cantou clássicos sertanejos.
 
 
Os alunos do 9º ano fizeram uma peça teatral com o título: “Consequência das Drogas”, que relatou que muitas pessoas perdem a vida por se envolverem com a drogas.
 
 
Durante a solenidade, Fabiana Borges de Souza, mãe de Bruno Borges da Silva do 8º Ano “A”, deu um depoimento, onde agradeceu a escola e a Polícia por esse projeto, e que foi de grande valia para sua família: “hoje posso dizer que vivo mais feliz”, afirmou.
 
 
A Secretária Diones mencionou: “me sinto em casa, a escola Profª Selva Campos sempre foi minha casa, pois atuei durante anos na unidade de ensino. Hoje é um momento especial para mim, uma metodologia colocada em prática que eu acredito muito por meio do projeto pedagógico, quero dizer que o projeto vai acontecer em outras escolas. A violência e as drogas chegam as escolas, e agora é a hora de agradecer a parceria constante da Policia Civil com a Secretaria, trabalho este essencial enquanto tivermos que enfrentar, amenizar e solucionar estes problemas”, ressaltou.
 
 
De acordo com a gestora Profª Betânia Batista Araújo, esse projeto veio para esclarecer muitas coisas, exemplo a apologia que muitos fazem sobre as drogas. “Queremos que nossos alunos contribuam para uma vida digna tanto em nossa cidade como em nosso país”.
 
 
Para a Psicóloga Disciplinar da SME, Jene de Oliveira Cardoso, durante o processo que esteve na escola, observou que não teve reclamações dos estudantes com relação a escola, os relatos abordavam sempre os pais, e isso reforça o trabalho coerente dos professores”, destacou.
 
 
Para o escrivão da 8ª Regional de Polícia Civil, Prof. Leandro da Silva Moraes, “esse trabalho se torna essencial para a Policia Civil porque prevenir e melhor que remediar. Existem elementos fundamentais para a nossa vida, algumas delas são: respeito, esforço, boas amizades e ter personalidade. Agora a responsabilidades é de vocês, não usem entorpecentes e sejam multiplicadores do conhecimento que tiveram no projeto”, enfatizou.
 
 
Segundo o Delegado Alexandre Câmara, “esse projeto é muito importante, e nos noticiários deveriam estar mostrando ações como essa, exemplo para sociedade e não fatos tristes como sempre é divulgado. A droga não faz mal somente para ao corpo do indivíduo mas também acabam com as famílias, quero dizer aos estudantes, respeitem os professores, a educação é tudo nesse país, fico muito triste quando falam em construir mais presídios, ao invés de contratarem mais educadores e investir na educação de nossas crianças”, ponderou
 
Fotos: Jeanne Barreto/Adão Rocha

Autoridades e estudantes participam do encerramento do projeto

Estudantes apresentaram a peça teatral com o título: “Consequência das Drogas”

Para a gestora Profª Betânia Batista Araújo, esse projeto veio para esclarecer muitas coisas

Escrivão da 8ª Regional de Polícia Civil Prof. Leandro da Silva Moraes

Delegado Alexandre Câmara, "esse projeto é muito importante, e nos noticiários deveriam estar mostrando ações como essa"

Secretária Diones, ressaltou  o projeto Rio Verde sem Drogras será colocado em prática em mais escolas

 

 



Assessoria de Imprensa
assessoria@rioverdegoias.com.br


Mais Notícias
Enviar por e-mail