Escola Nestor Fonseca promove arraial
Secretaria de Educação - 20/06/2016 às 10:51

A EMEF Nestor Fonseca realizou no último sábado (18), a tradicional festa junina. Esse ano com uma proposta inovadora, o tema escolhido foi obra de Monteiro Lobato que além de divulgar o folclore nacional, ultrapassou seu tempo, rompeu as barreiras e se fixou como uma das grandes produções infantis de todos os tempos.

 
O projeto teve como objetivo a valorização do folclore brasileiro e a importância de Monteiro Lobato dentro da nossa literatura, trabalhando com a multidisciplinaridade e conhecendo assim um pouco sobre uma das festas tradicionais do Brasil, seus símbolos, pratos típicos, brincadeiras, personagens, trajes e danças voltados para uma proposta que as crianças tanto amam.
 
 
Para o gestor Julliano Amorim, o projeto se deu certo graças a colaboração de toda equipe que se empenhou e fez fantasias, e motivou os pais.
 
 
Para a mãe de Marcelo Henrique do 1º ano “F”, “tudo foi muito bom, lindas decorações, organização perfeita. Parabéns para toda equipe, arrasaram”.
 
 
Segundo a idealizadora do projeto, Profª Kelly Takashike, “era um grande sonho colocar em prática, sou apaixonada pelos personagens do Sítio do Pica-pau Amarelo, amo trabalhar com decorações e eventos e principalmente amo o que faço. Quero muito de agradecer a toda equipe e principalmente aos alunos dos quintos anos que se empenharam muito para tornar tudo possível”, afirmou.
 
 
Biografia de Monteiro Lobato
Falar da história da Literatura Infantil no Brasil é o mesmo que falar em Monteiro Lobato (1882-1948), pois ele foi o primeiro a escrever para crianças e até hoje suas histórias encantam o público infantil, estando ainda vivas, através de livros e seriados de televisão.
 
Nascido em Taubaté, interior de São Paulo, formou-se advogado ainda jovem, mas ao receber uma fazenda como herança de seu avô, resolveu tornar-se fazendeiro e essa mudança de vida proporcionou-lhe a oportunidade de dedicar-se a escrever, uma atividade que sempre gostou.
 
Em suas obras fica evidente a imaginação fértil, o amor pelo país e a afinidade que sentia com o meio rural. Lobato seguia também uma linha didática inteligente, e por meio de fabulações, educava e incentivava nas crianças o gosto pela leitura, além de transmitir mensagens positivas através de suas histórias.
 
Foi ele quem criou o personagem Jeca Tatu, que é o modelo do caipira brasileiro e o Sítio do Pica-pau Amarelo e seus personagens tão famosos.
 
Escola Nestor Fonseca promove arraial
 
Apresentação  dos estudantes na dança Country
 
Coordenadora Karla Emília e gestor Julliano Amorim caracterizam com personagens do Sítio do Pica-pau Amarelo
  
O figurino da personagem Emília fez sucesso entre as meninas  

 

  
 


Assessoria de Imprensa
assessoria@rioverdegoias.com.br


Mais Notícias
Enviar por e-mail