Placas de sinalização de trânsito são alvo de vandalismo e de furto
Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito - 19/04/2016 às 09:24

Placas e material de sinalização viária de trânsito, como cones e cavaletes, têm sido alvo de furtos e atos de vandalismo. A Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito de Rio Verde (AMT) a chama atenção para o problema, frequente nas áreas urbanas da cidade.

Em menos de uma semana, 3 placas de sinalização foram furtadas no mesmo local, o que para a Agência Municipal de Mobilidade e Transito de Rio Verde (AMT) é um risco para o trânsito.

Quase toda semana, constatam-se furtos de placas, pichações, depredações de postes e de placas, trocas de lugar, inversão do sentido da via, modificando a sinalização original, com grave risco de provocar acidentes.

O Presidente da AMT, Sargento Tavares, ressalta que a reposição do material acaba onerando financeiramente o município. “As placas custam caro e quem acaba pagando esta conta é o munícipe. Por isso, quando alguém avistar vândalos danificando ou furtando placas, comunique imediatamente para a Agência Municipal de Trânsito ou Polícia Militar, a fim de que sejam tomadas as providências. A população de bem e trabalhadora de nossa cidade não pode continuar pagando pelos atos desses criminosos”, ressalta.

A Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito de Rio Verde, sempre que detecta atos de furto ou vandalismo, faz Registros de Ocorrências junto a Polícia Civil e caso o material da Agência seja encontrado em mãos de terceiros sujeitam o infrator a ser enquadrado no crime de receptação.

De acordo com o código penal de trânsito, esse tipo de ação é caracterizada como vandalismo e os autores podem levar pena de seis meses a três anos de prisão. Já para o furto a pena varia de um a quatro anos de prisão.

Foto: Humberto Eugênio

Placas são alvos de vândalos



Assessoria de Imprensa
assessoria@rioverdegoias.com.br


Mais Notícias
Enviar por e-mail