Goiás contra o Aedes faz balanço das ações
Secretaria de Saúde - 19/04/2016 às 09:10

 

Foi realizada na tarde desta segunda-feira, 18, no auditório do centro de negócios da Universidade de Rio Verde – UniRv, o balanço trimestral da campanha Goiás contra o Aedes.

 

Contando com representantes de diversas áreas da saúde pública da cidade de Rio Verde, o evento teve como principal fundamento demonstrar os principais resultados das ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, durantes os meses de janeiro, fevereiro e março de 2016.

 

Segundo os dados, um dos principais pontos que ainda impedem o pleno trabalho dos agentes de endemias em Rio Verde é a impossibilidade de entrar em todas as residências de uma determinada região, chegando ao valor de 40% de imóveis não vistoriados. Essa porcentagem elevada se deve a residências abandonadas, proprietários em horário de trabalho ou a recusas em receber os agentes.

 

As estatísticas demonstram que o pico de infestação em Rio Verde e no estado como um todo, foi durante o mês de janeiro, tendo uma vertiginosa queda em fevereiro e março, com uma firme previsão de uma redução drástica em abril.

 

Vale destacar que um dos principais focos do Aedes Aegypti em Rio Verde está concentrado na região norte da cidade, em especial no bairro Martins, que detém mais de 200 casos notificados de dengue dos 346 casos na cidade. Em Goiás a região com maiores focos de infestação ficou com o entorno de Brasília, com um aumento de 227% de casos em relação a 2015.

 

 

                                                   Fotos: Washington Oliveiras

Região do entorno de Brasília apresenta os piores resultados em Goiás

Ao todo mais de 100 agentes de endemias estão em campo na cidade de Rio Verde

 



Assessoria de Imprensa
assessoria@rioverdegoias.com.br


Mais Notícias
Enviar por e-mail