Prefeitura segue combate ao vírus H1N1
Secretaria de Saúde - 30/03/2016 às 16:43

O número de casos notificadas da gripe H1N1 em Rio Verde deixou em alerta a Prefeitura de Rio Verde. Uma força tarefa está trabalhando para acompanhar e atualizar os dados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e H1N1 no Estado. Até a manhã de ontem, a Secretaria Estadual de Saúde divulgou que em Goiás ocorreram 21 casos de SRAG em 2016. Em Rio Verde, foram três óbitos por causa do problema, destes um foi causado por H1N1. Outras quatro pessoas estão internadas em UTI no município por causa da SRAG, três delas já tiveram confirmação de que o vírus H1N1 provocou a síndrome. Um caso de H1N1 chegou a ser divulgado pela SES em Acreúna, mas foi descartado pela pasta ontem.

 

O Núcleo de Vigilância Epidemiológica já fez a distribuição das vacinas disponibilizadas pela SES nos Postos de Saúde e CAIS do município. Ao todo, 25 mil doses da vacina contra a gripe, o que inclui o vírus H1N1 estão disponíveis na rede de saúde regional de Rio Verde, sendo 10 mil para Rio Verde e o restante distribuídas na cidades da regional. “ Amanhã começa a vacinação nos Postos de Saúde e CAIS de Rio Verde, temos 10 mil doses disponibilizadas para imunizar os grupos de risco, que são mulheres que tiveram filho recentemente; crianças menores de cinco anos e idosos,” citou o secretário de Saúde Leonardo Tangerino.

 

A Secretaria de Saúde ressalta que as doses são da versão 2015 da proteção contra a gripe, mas a partir do dia 20 de abril começa a campanha nacional de imunização contra a gripe, e uma nova vacina será disponibilizada em todo Brasil. Isso acontece porque os vírus da gripe, também chamada de influenza, modificam-se e é necessário uma atualização anual da vacina para que ela possa proteger contra maior número de vírus.

 

Além da vacina disponibilizada na rede pública de saúde, o medicamento usado no tratamento do H1N1, o Tamiflu, está sendo distribuído aos pacientes notificados. “Em Rio Verde todas as unidades de saúde estarão plenamente abastecidas,” finalizou Tangerino.

 

                                Fotos: Washington Oliveira

 Vacinas ainda são da campanha de 2015

Vacinação é destinada aos grupos de risco



Assessoria de Imprensa
assessoria@rioverdegoias.com.br


Mais Notícias
Enviar por e-mail