Vigilância Epidemiológica de Rio Verde define estrategias de combate a Influenza A/H1N1
Secretaria de Saúde - 28/03/2016 às 13:56

A Prefeitura de Rio Verde, por meio da Secretaria de Saúde e do Núcleo de Vigilância Epidemiológica informa que foram notificados 13 casos e 3 óbitos, sendo 01 deles, com corfirmação da Influenza H1N1. Os exames laboratoriais confirmaram os casos em pacientes de Rio Verde, Acreúna, Quirinópolis e Cachoeira Alta. No último domingo, 27, representantes da Saúde estadual, municipal de Rio Verde, do Ministério da Saúde e da Agência Goiana Agropecuária (Agrodefesa) participaram de videoconferência para traçar estratégias de enfrentamento a doença.

 

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Patrice Guimarães, em Rio Verde já começou a vacinação de profissionais da saúde e de grupos prioritários (crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; povos indígenas; gestantes; puérperas; população privada de liberdade; e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais). Patrice reforçou ainda a chegada de mais 10 mil doses para reforçar a imunização no município: “há uma previsão de chegada de mais 10 mil vacinas nesta terça-feira, que serão distribuídas nos Postos de Saúde e CAIS para vacinar os grupos prioritários.”

 

O núcleo de Vigilância Epidemiológica orienta a quem apresentar sintomas como febre alta de início repentino, acompanhada por dores musculares, dor de cabeça, mal estar intenso, dor de garganta e tosse que procure um posto de saúde onde o médico avaliará o caso, de acordo com o protocolo de tratamento da gripe recomendado pelo Ministério da Saúde, podendo prescrever de imediato, Tamiflu. “Desde que recebemos esse alerta, estamos trabalhando para dar assistência aos doentes e evitar novos casos. É importante lembrar a população que existe outras medidas que podem evitar a transmissão da Influenza,” lembrou Patrice.

 

Medidas que evitam a transmissão da influenza e outras doenças respiratórias:
Frequente higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento, utilizar lenço descartável para higiene nasal.

Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir, evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar.

Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas, manter os ambientes bem ventilados.

 

Fotos: Washington Oliveira

Patrice orienta a população tomar precauções

 

Grupos prioritários estão sendo vacinados

 

 



Assessoria de Imprensa
assessoria@rioverdegoias.com.br


Mais Notícias
Enviar por e-mail