Amyr Klink proferiu palestra em Rio Verde
Secretaria de Educação - 29/02/2016 às 10:51

 

O auditório do Senac ficou lotado na noite de sexta-feira, 26, para ouvir Amyr Klink, navegador famoso que há 30 anos realiza viagens pelos oceanos. 

 

Amyr Klink realiza palestras em todo o Brasil por meio do projeto Linha D´ água- O desafio do consumo de água,  patrocinado pela empresa International Paper.

 

O velejador, que é formado em economia, abordou o assunto com muito preparo, até porque as experiências em alto mar exigiram muito estudo, todo um planejamento e preparo para que as viagens pudessem acontecer. “Quando interessei pela navegação, foi com muita dedicação nos estudos, pesquisas e grande parte de do meu tempo era para ler sobre viagens mar adentro, comprava  revistas francesas que discorriam sobre técnicas de barcos e aventuras pelo Polo Sul. Descobri, através de muitas pesquisas  e conversas com estrangeiros, que o Brasil tinha uma riqueza naval ímpar, com "diversidade de feitios, técnicas e processos". Foi então que eu resolvi participar disso. E dessa paixão, nasceram canoas, barcos e até grande veleiros em um total que supera 30 embarcações”, ressaltou.

 

Amyr Klink contou sobre as aventuras, e destacou a primeira das suas maiores viagens de estudos que foi A travessia do Atlântico Sul, a remo e sozinho, feita em 1984. Várias outras se sucederam, principalmente para a Antártica, onde vai todos os anos, há 30 anos. 

 

Klink falou de sua paixão por projetar os barcos em que viaja. E que se tornou empresário nesse nicho. “É um trabalho que exige muita atenção nos pequenos detalhes, é muito difícil, o  processo é trabalhoso. Amyr começou a desenhar  os barcos de um jeito muito simples, mas com segurança e principalmente respeitando os recursos água e energia.

 

O palestrante mais uma vez chamou atenção do público ao mostrar no telão, uma casa bem simples, em uma ilha em Parati, no Rio de Janeiro, que ele mesmo construiu para a família, e nessa casa Amyr Klink faz questão de preservar o natural. “Nosso meio de transporte para chegar à nossa casa é de barco e na casa não temos  luz elétrica; eu faço questão que não tenha luz elétrica”, destacou.

 

Dentre as várias fotos das viagens, Klink escolheu uma que foi tirada pela esposa há dez anos, em que  estiveram  na Polônia, e Klink foi fotografado com  mais de 10 mil pinguins, além das lentes de Klink observando,  ele passou a fazer parte do cenário, ao ser clicado pela esposa, e para ele essa foi uma das  melhores experiências na vida,  isso foi muito gratificante, você deixar de ser o observador e fazer parte de toda a história, afirmou.

 

E levando esse exemplo para o uso moderado de água, em todas as viagens, Amyr sempre poupou esse recurso. Ele destacou que hoje o nosso grande desastre é não dar atenção para os pequenos detalhes e todos devem  ser conscientes ao usá-la, pensar em soluções simples para que seja implantadas e possa desenvolver.

 

Klink destacou: “compartilhar conhecimento é maior grandeza que o ser humano pode praticar, eu me refiro aos professores  que são tão generosos na missão de ensinar, e se cada pessoa fazer a sua parte teremos uma vida bem melhor”.

 

Prestigiaram o evento a secretária de Educação Diones Lopes, servidores da SME e educadores da rede Municipal de Ensino. 

Fotos: Washington Oliveira

Amyr Klink proferiu palestra em Rio Verde



Assessoria de Imprensa
assessoria@rioverdegoias.com.br


Mais Notícias
Enviar por e-mail